6Z2A5643

5 dicas para ajudar nossos filhos a serem disciplinados

Se você tem filhos, esse post é para você.  Educar uma criança nem sempre é fácil, e muitos pais deixam essa responsabilidade para a escola ou para quem cuida da criança. Pensando nisso, li uma matéria muito interessante num site americano sobre autodisciplina para as crianças. Então, decidi falar sobre o assunto aqui no blog.

Espero que te ajude de alguma maneira.

1-     Defina regras firmes

As crianças que acreditam que podem fazer qualquer coisa que querem, tendem a fazer birra quando suas exigências não forem atendidas. A criança que compreende que existem limites bem definidos, aprendem a respeitar limites. É seu dever como pai ou mãe impor limites.

2-     Faça-o entender porque tem que seguir regras

Você não tem que dar aos seus filhos elaboradas explicações do por quê você espera certos comportamentos deles. Mas se o seu filho entende que há razões simples para suas regras, ele vai ser mais propenso a cumpri-las. Diga-lhe, por exemplo:”Você precisa ir para a cama às 20 horas, porque seu corpo precisa de uma grande quantidade de sono para ficar forte e saudável.” Ou “Você tem que arrumar os seus brinquedos por que assim vamos saber onde encontrá-los na próxima vez que você quiser jogar.”

3-     Elogie quando fizer o certo

Quando seu filho (a) arrumar a cama, ajudar a pôr a mesa, ou deixar o irmão ou irmã brincar com seus brinquedos, certifique-se de reforçar a importância desses gestos como, por exemplo:”É ótimo que você se lembrou de fazer a sua cama. Estou muito orgulhosa de você!”

4-     Siga as regras você mesmo

Coloque seu casaco no armário quando chegar em casa, coloque os pratos sujos na pia, não grite quando você estiver frustrado, fazendo essas coisas, você mostra às crianças que, assim como eles têm regras a seguir, você também, e isso faz parte da vida.

5-     Cultivar uma consciência

Se uma criança se sente mal quando ele não seguiu a regra, não tente minimizar o seu desconforto imediatamente. Sentindo um pouco de culpa é uma parte essencial de aprender a determinar o certo do errado. Use essa situação como uma oportunidade de ensino. Diga: “Eu sei que você está se sentindo mal. Todos nós cometemos erros, mas tentamos aprender a agir melhor da próxima vez.”

Espero que tenha gostado das dicas.

Grande beijo, Lia Clerot.

Deixe uma resposta