fbpx
0ec56e74-97b0-4d90-8da4-ea68419e2cdd

Meus filhos não saem do celular. O que fazer?

As vezes eu acho que essa geração já nasce falando. É incrível como são antenados e sabem tudo de tecnologia. Redes sociais, então, nem se fala… E na pandemia parece que aumentou mais. Apesar de eu achar válido o uso, principalmente nesse período que eles estão mais carentes e ansiosos. Mas os pais precisam estabelecer prioridades dentro da casa. 

Eu sei que deixá-los no celular ou videogame, por exemplo, é muito mais prático. Afinal, estamos atolados de trabalhos e reuniões, mas precisamos tomar as rédeas dessa educação porque se deixarmos, eles nem estudam. 

Lá em casa, por exemplo, a Lulu ama o Tik Tok, e se deixar ela esquece do mundo. O Pedro adora ficar no simulador do Kart e, apesar desse esporte ter tomado muito o tempo dele, eu estabeleço prioridades e o estudo sempre vem em primeiro lugar, para os dois. É aquela velha frase: primeiro vem a obrigação e depois a diversão. 

Eu faço planner mesmo semanal e funciona super bem pra gente. Cada dia da semana tem as tarefas e o horário para cada atividade, inclusive o horário de ficar no celular ou videogame. Uma dica muito importante e que ajuda nas questões cognitivas também das crianças são as atividades lúdicas, fora do ambiente digital. Aposte na simplicidade, resgate as brincadeiras da sua infância como pular corda, jogos de cartas ou de tabuleiro. Esse é um momento não só deles, mas de toda família.


Outro ponto importante deixar registrado, é que a sua palavra é a final. Não abra mão disso! Não deixe o cansaço fazer de você alguém que sempre cede. E também não estimule o uso demais do celular porque vejo muitos pais focados no aparelho e nem ligam para que os filhos estão fazendo ou olhando. Seja você o primeiro exemplo dentro da sua casa. Jantar é jantar. Almoço é almoço, estudar é estudar. Não negocie distrações e comece por você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *