fbpx
Isso é muito sério! Pode vir a atrapalhar o desenvolvimento infantil e seguir para a fase adulta. Muitos pais não têm ideia de que shampoo, maquiagem e até hidratante podem fazer mal de alguma maneira. A gente não imagina que ao levarmos nossas filhas ao salão para pintar a unha, fazer hidratação ou algum outro procedimento pode interferir futuramente na vida dela.Pois é. Quis dividir isso com vocês. Acho que a grande maioria não possui esse conhecimento. Eu mesma não tinha. Pode até parecer encantador, mas, gera consequências, como por exemplo, nos hormônios.Então, fica uma alerta! Esmalte, shampoo, desodorante, maquiagem e todo esse universo que envolve o mundo da beleza pode possuir na fórmula componentes que alteram na vida da criança. Ela pode inclusive, menstruar antes da hora e atrapalhar o desenvolvimento natural. Tem quem ache bobagem. Mas eu me preocupo bastante com isso. A Lulu é super vaidosa, desde muito pequenininha. Agora, ela só usa produtos naturais para não interferir no crescimento dela, como a Davines que citei no stories.Hoje, a gente pesquisa muito sobre produtos. Mas, de fato, os cosméticos infantis são os mais recomendados mesmo. E não se engane. Até os mais naturais pode conter algo na composição que pode interferir no crescimento. E você costuma se preocupar com isso também?
Ter inteligência emocional para lidar com certas situações não é tarefa fácil, é algo que adquirimos com o tempo e com as vivências ao longo da vida. Você sabia que a inteligência emocional está totalmente ligada ao autoconhecimento? Quando você se conhece, sabe o que te irrita, o que te deixa chateada, consequentemente, quando algo acontece você consegue lidar melhor com essas situações. A inteligência emocional é isso, é entender e administrar as suas próprias emoções e usá-las a seu favor. E hoje trouxe para vocês alguns pontos que eu acho importantes para ter mais inteligência emocional no seu trabalho e nos relacionamentos em geral. Autoconhecimento: Como falei lá no início, quanto mais autoconhecimento, melhor você consegue lidar com as adversidades. Percepção das suas emoções: Reconhecer e perceber suas emoções, o que leva e diminui a sua impulsividade. Gerenciamento das emoções: É importante gerenciar os nossos sentimentos. Quando isso acontece, também aprendemos a lidar com a nossa própria emoção. Ação: ter atitudes, mas sempre pensando e usando a inteligência, para agir em determinadas situações. É importante racionalizar e aprender como sair ou levar situações de raiva e tristeza, por exemplo. Sabendo como agir, se torna mais fácil enfrentar situações adversas. Treine a sua mente: Em um momento de adversidade pare, pense e respire, tente não agir por impulso e lembre-se que adquirir inteligência emocional é com o tempo, se hoje não deu certo, amanhã você tenta de novo e de novo.
Não imaginávamos que a quarentena se estenderia por tanto tempo, não é verdade? Principalmente nós mães que parece que o trabalho simplesmente triplicou durante esse período. Mudamos totalmente a nossa rotina, e o momento livre que tínhamos para nós mesmas ficou ainda mais raro. É uma junção de coisas: cuidar das crianças, trabalhar home office, cuidar do marido, da casa e ainda auxiliar as crianças no home school. Tudo isso nos causa muito estresse e acaba que  descontamos nas pessoas a nossa volta. Mas como evitar esse estresse? Tire um tempo para cuidar de você! Eu sei o quanto isso é difícil, principalmente para quem tem filho pequeno, mas você precisa desse momento só seu. Deixe as crianças com o pai ou com alguém da família e faça algo que te relaxe, nem que seja por meia horinha. Não trate o momento que estamos vivendo como algo normal, é importante saber que estávamos vivendo algo diferente e que a gente não precisa dar conta de tudo. Por isso, é fundamental respeitar os nossos limites. Ser mãe já nos traz tantas cobranças, então não se cobre tanto. Antes de ser mãe, você é ser humano e também tem suas fraquezas e debilidades.  Em  momento delicado como esse, você precisa fazer algo que te deixa mais feliz, sem cobranças e vivendo um dia de cada vez.
“Eu não vou dar conta”, “eu sou um fracassado”, “eu não nasci para dar certo”, “eu não consigo emagrecer”… Essas são alguns dos “pensamentos” que, muitas vezes, vêm na nossa mente e que tomam conta de nós. O grande desafio é saber se é o seu cérebro que te comanda ou você que comanda ele? Quando algo foge do nosso controle, muitas pessoas não sabem como lidar e surgem esses pensamentos tóxicos.  Mas como reprogramar a sua mente para que você consiga lidar melhor com as divergências? Você precisa reprogramar a sua mente para solucionar o problema e não se entregar.  Não adianta você querer ter resultados diferentes fazendo tudo sempre igual, seja no trabalho, na vida pessoal ou financeira. Mudar a maneira de pensar, automaticamente, vai mudar à sua maneira de agir para colher frutos positivos e viver de uma forma diferente. A sua mente controla quem você é! As circunstâncias da sua vida são controladas por você. Sim, é você que tem a decisão de mudar a sua maneira de pensar e, consequentemente, mudar os seus atos e se tornar o que você quiser ser. Eu não estou dizendo que todos os dias serão perfeitos e felizes, de motivação e pensamentos positivos.  Todos nós temos dias ruins e tudo bem você não está motivado um dia ou outro, contanto que isso não se torne uma rotina e tome conta de você. Se o dia não foi bom hoje, mentalize que amanhã vai ser melhor. Rompa hoje o ciclo de reclamações e pensamentos negativos e comece agora um novo ciclo. Amanhã você precisa mudar os seus pensamento e atitudes para ter resultados diferentes. Assuma o controle da sua vida, pois só quem tem o poder de mudança é você!