fbpx
photo-1512206451403-542d321772f3

Por que nos importamos com o que as pessoas pensam?

Nós pensamos o tempo inteiro no que as pessoas vão pensar de nós. Não tem jeito, é natural do ser humano. Estive refletindo sobre isso após ver tantas pessoas nas redes sociais sendo “canceladas” por expressarem uma opinião diferente de alguém, ou de um grupo. Então, resolvi fazer esse texto e compartilhar minha reflexão com vocês.

Meio que de forma automática, pensamos na opinião do outro em situações corriqueiras como quando nos vestimos, quando escolhemos uma profissão e até mesmo quando vamos escolher um parceiro para nos relacionarmos. Vamos falar a verdade: é difícil não tomar uma decisão sem levar em consideração o que as outras pessoas vão pensar.

Você diz que não se importa, mas no fundo, se importa… e ainda se sente mal, mas não se preocupe: você não está sozinho nessa. Nós nos preocupamos com o que as outras pessoas pensam, desde o início da história da humanidade. Desde os tempos primitivos, os seres humanos têm contado com relacionamentos para sobreviver. Se um homem ou uma mulher foi aceito em uma tribo então, ele ou ela teve uma grande chance de sobreviver. Não importa o quão evoluído somos como espécie, a necessidade de aceitação e aprovação social é um resíduo da nossa função primitiva.

E nos dias de hoje temos essa sensação de ter a obrigação de se encaixar nos padrões ditados pelos outros. Esse sentimento de medo, de não ser aceito é a razão pela qual nos sentimos desconfortáveis ao postar algo que a gente realmente gosta, ou vestir uma roupa que achamos legal ou até expor nossa opinião sobre determinado assunto. Fazemos coisas para nos encaixarmos nas normas impostas pelas “tribos”, impostas pelos outros.

E o que devemos fazer para melhorar? Tendo uma boa autoestima e tendo a certeza e segurança de quem somos. Não devemos nos importar tanto com o que as pessoas pensam ao nosso respeito, a não ser que essa pessoa seja alguém que realmente importa, algum familiar, um líder ou um amigo que só querem o nosso bem.  

Espero que tenham gostado. 

Grande beijo!

Uma resposta

  1. É impressionante a narrativa desse texto!
    Lia, que Deus continue iluminando sua mente, sou sua fã e tenho mudado muito através de seus conselhos.
    Um beijo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *