fbpx
photo-1505892458649-41be8480bb4a

Psicologia da moda: o que a sua roupa diz sobre você!

Não precisamos ser especialistas em moda para perceber que a forma como nos vestimos impacta na maneira como os outros nos veem, não é verdade? A roupa faz parte de todo um contexto que nós analisamos quando somos apresentados a alguém, sem falar que nos permite projetar a imagem que nós mesmos queremos mostrar para o outro.

E mesmo que involuntário, a forma que nos vestimos pode dizer muito aos outros sobre nós. Tem gente que acha bobagem, mas o que estou dizendo nesse texto é baseado em estudos e pesquisas psicológicas como, por exemplo, um estudo que descobriu que a maneira que um candidato se veste e se porta durante a entrevista influencia as considerações de um entrevistador. O mesmo influencia o chefe na hora de promover um funcionário a um cargo de diretoria.

Eu não estou dizendo que alguém que é extremamente inteligente e competente, caso se vista de maneira desleixada, diminui de alguma maneira a competência dele, mas convenhamos que em algumas situações o profissional passa muito mais credibilidade quando está vestido de maneira adequada.

Sem falar na autoestima, que fica muito mais elevada quando nos sentimos bem. Eu gosto de me vestir bem, sempre gostei. Mas não para agradar ao outro, mas para me sentir bem comigo mesma, parece que tudo flui de maneira diferente. E quando você se olha no espelho e vê aquela mulher empoderada, ela te dá coragem para enfrentar todos os desafios que vão aparecer ao longo do dia. 

Fuja das desculpas, “Ah, mas eu não tenho dinheiro para isso”, ou “Eu sou gordinha, não encontro roupa”, ou mesmo: “Não tenho tempo para isso”. Isso é o que a sua voz interior diz. Conheço várias pessoas que se vestem super bem gastando pouco, inclusive fiz um post recente sobre isso.

Hoje, o mercado Plus Size está crescendo cada vez mais, tem roupas elegantes para todo tipo de corpo. E o tempo?! Se você deixar de lado 20 minutinhos o Instagram e ir dormir mais cedo, no outro dia são 20 minutos a mais para você cuidar de si mesma antes de sair de casa.

Eu também, assim como você, sou mãe, esposa, empresária, pastora, enfim. Mas como é que eu quero cuidar do outro e dar conta de todas as tarefas do meu dia a dia se eu não cuido nem de mim? Se eu não estou bem comigo mesma, como é que eu vou cuidar do outro? Pense nisso!

Espero que tenham gostado do post de hoje e que você realmente reflita sobre isso.

Grande beijo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *