fbpx
photo-1504205271916-b063ac199484

Transforme reclamações em solicitações!

No lugar de expressar sempre o que você não quer, aprenda a falar o que você deseja. Por exemplo: se um som alto te incomoda, procure conversar com a pessoa para que abaixe o volume, se isso não for possível, saia você do ambiente que não lhe agrada. Assim você cria uma possibilidade e não uma tempestade.

Não é todo dia que estou de bom humor ou tolerante às coisas que não gosto, mas o que não posso é agir com falta de educação. Por isso, tenho sempre em mente que pensamento é algo que sabemos, a emoção é algo que sentimos e ação é algo que fazemos.

As nossas emoções, intenções e pensamentos não atravessam a consciência como elementos distintos de experiência, mas como estão constantemente interconectados, se modificam uns aos outros à medida que avançam.

É interessante porque os pensamentos e ideias nos levam a algo que nos interessa, já o sentir,  isso é o mal do século. 

Por exemplo, quais são suas metas e objetivos como equipe? Você tem muitos pensamentos e ideias? Você tem muitos sentimentos? O que você deixa te dominar? 

Nessas situações, você precisa ter autoestima para não deixar que os sentimentos te dominem e te levem a reagir, no lugar de ter ações.

Você sabia que pessoas com baixa autoestima não conseguem por limites em ninguém, não conseguem ser elas mesmas, vivem para agradar aos outros e não dominam as emoções? 

Por isso é importante identificar o que se sente, porque a partir do momento que você sabe e entende, se sente uma necessidade, você vai agir para que uma mudança aconteça. 

Grande beijo. Lia Clerot.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *